Olá noivinhas,

Hoje vamos conversar sobre a história das alianças, como tudo começou e seu real significado.

Para ver os temas anteriores clique AQUI.

Tudo começou a aproximadamente 5 mil anos a.c. quando os hindus e egípcios criaram um circulo de ferro que representaria a união entre um homem e uma mulher num amor infinito, um circulo sem fim. O metal representaria o amor continuo entre o casal, cercado de fidelidade e cumplicidade.

O uso no dedo anelar da mão esquerda é devido a uma veia que passa entre esse dedo e o coração, mantendo os corações atraídos uns pelos outros.

A origem da palavra vem de elo (acordo) entre duas partes. Significando para o casamento uma ligação material e espiritual. Tornando duas pessoas um só compromisso, uma só comunhão. Um elo infinito até que a morte separe os corpos e o amor eternize as almas.

Beijos coloridos e até segunda-feira que vem!

Juliana Torres 

Compartilhe

Quem ama fazer compras pela internet levanta as mãos! Imagine um ambiente virtual cheio de looks incríveis, com ótimo atendimento e entrega rápida. Hoje vou te apresentar a loja Maria Mania, ao qual virei cliente de carteirinha pelo carinho que eles tem conosco e satisfação.

Eles possuem loja física em SC além do endereço virtual. Revendem produtos Amo Petit Rosè, tendo esta, roupas que se vendem sozinha por sua qualidade e beleza. Encontrei a empresa nos comentários da marca no Instagram. Fiz a minha primeira compra pela internet e me apaixonei.

Os produtos chegaram na mesma semana. Ganhei um mimo super fofo e poucos dias depois, as vendedoras entraram em contato comigo para saber se estava tudo ok. Fofas!

Eles sempre atualizam os produtos, ou seja, sempre têm novidades pra alegrar o nosso guarda-roupas. Um alerta para as apaixonadas de plantão pela loja: boa parte dos produtos chegam e esgotam logo. Então amiga, é amar e comprar!

Não preciso dizer que comprei de novo e já estou de olho nos lançamentos. Se preciso de uma roupa, é pra lá que eu vou!

Abaixo deixo algumas fotos dos produtos da loja e suas redes sociais. Você vai se apaixonar!

INSTAGRAM | SITE | FANPAGE

Atenção: esse post não é publicidade. Comprei, amei e compartilhei! 😉

Beijos Coloridos,

Juliana Torres 

 

Compartilhe

Olá noivinhas,

Hoje vamos falar sobre véu de noiva. Casar de véu: sim ou não?

Para ver os temas anteriores clique AQUI.

O véu está presente em diversas culturas desde os tempos mais remotos. Em sua maioria, ele carrega o simbolo da honra, proteção e valor da mulher. Hoje em dia, também é usado como um lindo acessório para compor o look da noiva.
Antigamente, ele era usado para simbolizar a castidade e pureza da mulher. Não era “correto” uma virgem se expor. Na Grécia, ele também era simbolo de sorte e proteção, contra mau-olhado, espíritos ruins e para afastar outros pretendentes. Na idade média, ele era usado pela nobreza como símbolo de riqueza – quanto maior o véu, maior seria o dote pago ao noivo pela noiva. No Judaísmo, ele era usado para ocultar do noivo a beleza da mulher; Dessa forma ele se casaria pelo caráter que ela possuía.

Hoje ele representa a fidelidade e transição da vida de solteira para a vida de mulher casada. A escolha do tamanho do véu é opcional, mas de maneira geral, recomenda-se os véus mais curtos para o dia, médios para a tarde e longos para noite.

Existem diversos formatos e modelos de véu para acompanhar tendências e gostos pessoais. As noivas também tem a opção das mantilhas (que passam de geração em geração), as grinaldas entre outros acessórios para arrasarem no grande dia. E aí noivinha, qual vai ser a sua escolha?

Beijos coloridos e até segunda-feira que vem!

Juliana Torres 

Compartilhe

Olá Almas Coloridas,

Hoje vamos falar sobre cabelos com química e descoloração. Quem me acompanha sabe que já fazem mais de cinco anos que não fico sem mudar as madeixas. Já deixei os fios castanho-escuros, ruivos, pink, mas sempre volto pro loiro.

No meio de tanta mudança conheci alguns produtos que restauraram a saúde dos meus fios e são eles que hoje vou compartilhar aqui com vocês.

Pra ter um cabelo saudável é necessário uma série de cuidados conjuntos no dia a dia, desde a lavagem até a finalização. Os produtos que vou indicar abaixo já trarão uma melhora desde o primeiro uso, porem, é sempre importante manter um tratamento para um resultado melhor.

Pré-lavagem: A saúde do cabelo depende muito do couro cabeludo. A pré-lavagem consiste em produtos que irão proporcionar uma esfoliação no couro e protegerão a oleosidade natural dos fios durante o uso do shampoo. A esfoliação auxilia na oxigenação celular do folículo, aumentando a circulação sanguínea e ajudando no crescimento e fortalecimento do cabelo.

  • Para o couro:

(Máscara L’oréal Paris Hair Expertise Extraordinary Clay – Masque D’ Argile)

(O Boticário, Nativa Spa Argiloterapia. Pré-Shampoo Purificação)

  • Para os fios:

(Natura Ekos Murumuru. Pasta pré-shampoo)

Lavagem: Ter os fios loiros requer um desafio a cada lavagem: manter a cor. Separei um shampoo incrível para matizar os fios e duas opções ótimas para mantê-los.

  • Matizar: Use a cada 15 dias, espalhando mecha a mecha. O resultado é incrível: loiro de salão sem ressecar os fios (e o produto rende!).

(Keune Silver Reflex Shampoo)

  • Lavagem:

(Linha da Nativa Spa, O Boticário. Proteção e revitalização).

(Linha Natura loiro vivo)

Hidratação: Não adianta ter fios platinados se forem quebradiços com as cutículas abertas. A hidratação e a nutrição são essenciais para o cabelo ser lindo, saudável e prevenir a queda (Nutrição e Hidratação, entenda a diferença Aqui).

Separei duas máscaras que são incríveis para restaurar os fios, desde a primeira lavada.

(John Frieda, Frizz ease. Miraculous Recovery).

(Keune Sleek & Shine Rebonding Conditioner).

Finalização: Assim como a pele, os fios também precisam de proteção contra o sol, poluição entre outros fatores. Separei abaixo meu protetor térmico favorito da vida e duas opções de óleos para manter as pontinhas saudáveis.

(C.Kamura Protetor Térmico Intense One)

(Natura Plant Cápsulas Capilares Fortificantes)

(L’oréal Paris, óleo extraordinário )

E aí, qual o seu produto favorito para os cabelos?

Beijos coloridos,

Juliana Torres 

Compartilhe

Olá noivinhas,

Vamos ao quarto tema do #Diáriodeumanoiva. Dessa vez vamos falar sobre a cerimônia civil, os documentos necessários e quais opções o casal tem para esse dia especial.  Para acompanhar os temas anteriores clique AQUI.

Sabe-se que existem diversos contratos de casamento para decidir como será efetuada a administração dos bens do casal, assim como, diferentes possibilidades para efetuar a cerimônia. Vamos discutir abaixo cada uma dessas situações:

Tipos de regimes de bens: O casal deve escolher como desejam ou não compartilhar suas posses, exceto nas idades abaixo de 16 e maiores de 60. Para essas, usa-se por lei obrigatoriamente o regime de separação total de bens.

  • Comunhão parcial de bens: Apenas os bens adquiridos após o casamento pertencem aos dois. Herança e tudo o que pertencer a pessoa antes do contrato fica como bem individual.
  • Comunhão universal de bens: Tudo de um, pertence aos dois. Heranças, imóveis e qualquer outro bem adquirido antes e depois do casamento são de ambos.
  • Separação total de bens: Nenhum bem é compartilhado. A posse do bem é sempre individual, seja adquirido antes ou depois da cerimonia.
  • Participação final nos aquestos: Funciona igual a separação total de bens, o que muda é no caso de óbito ou divorcio. Para esses casos, os bens adquiridos durante o matrimonio são divididos de forma igualitária entre o casal.

Caso os noivos desejem alterar o contrato após o casamento, também é possível. Desde que seja perante o juiz, com um alvará e em comunhão de ambos.

Após decidir o regime de bens, é hora de pensar onde será realizada a cerimônia: cartório ou levar o juiz ao local do evento. Para isso, os noivos devem dar entrada na habilitação do casamento – Processo onde será comprovado que ambos são livres para se casarem.

O casal deve ir a um cartório de registro civil mais próximo, portando o RG e a certidão de nascimento para o processo de averiguação.  Assim que comprovado a aptidão do casal, eles devem informar o regime de bens escolhido, assim como, aonde será realizado o evento. Caso seja necessário a locomoção do Juiz, os noivos devem efetuar o pagamento de uma taxa que varia de cartório e região. Sendo feito isso, agenda-se a data, escolhem-se duas testemunhas e felicidades aos noivos.

Dica de hoje: Faça tudo com antecedência (pelo menos 30 dias).

Beijos coloridos e até segunda-feira que vem!

Juliana Torres 

Compartilhe
Ir para o TOPO
Receba novidades por E-mail!
Unicórnio Fofinho