Sabe aquele dia que você acorda bem cedo e disposto? Eu não. A ciência vai explicar essa nossa diferença.
Cada pessoa possui um ritmo, e respeitá-lo é fundamental para evitar doenças e garantir a qualidade de vida. Desrespeitá-lo pode influenciar diretamente em sua coordenação motora, força, energia, velocidade, concentração e resistência.

Existe uma ramo na ciência chamado cronobiologia que estuda nosso relógio biológico. Através dele é possível determinar o melhor horário para realização das nossas principais atividades (alimentação e sono).

O ciclo cronobiológico é resultado de vários fatores – como herança genética e estilo de vida. E através dele é possível identificar qual tipo de pessoa você é. Já consegue imaginar?

Pássaros da manhã: Pessoas que tem maior disposição no período da manhã. Nesse horário conseguem ter maior concentração, atenção e energia. Ao entardecer ficam indispostos e precisam recarregar a bateria.

Coruja noturna: Possuem maior disposição entre a tarde e o anoitecer. São pessoas que gostam de acordar tarde e sua energia é recarregada no decorrer do dia, conforme o aumento da temperatura corporal. Possuem pouca concentração quando acordam cedo, porém, a noite podem ser extremamente criativos.

Neutras: Pessoas que intermeiam entre as corujas e pássaros. Se sentem indispostas ao acordar muito cedo, porem, não sentem a necessidade de entardecer na cama. A criatividade e energia dessas pessoas se concentram no período da tarde e, diferente das corujas, a noite sua energia começa a se esgotar.

Eu sou a nata coruja noturna e confesso que até conhecer a cronobiologia achava que meu excesso de sono matinal não era normal. Conhecer meu relógio biológico me ajudou a reprogramar minha vida e garantir a satisfação em tudo o que faço.

E ai, se identificou? qual seu relógio biológico?

Beijos,

Juliana Torres

 

 

 

Compartilhe