Para quem ainda não conhece, a FATEC é uma instituição governamental que atua na área de tecnologia. A partir de 2014 lançaram o curso de Gestão Empresarial online em parceria com a Univesp. O curso é totalmente gratuito e para ingressar basta fazer o vestibular Fatec e escolher o polo, onde serão realizadas as provas presenciais, entrega de materiais pelos alunos e encontro com os tutores do curso.

Para quem me acompanha aqui no blog e Youtube, sabe que eu era aluna do curso de Analise de Sistemas (ADS) e tinha a intenção de fazer pós graduação em gestão. Com o surgimento do EAD (ensino a distancia) vi a oportunidade que precisava: juntar minha experiencia profissional em TI e migrar para o curso que era meu objetivo final  – foi o que eu fiz.

Estou cursando dois semestres em um, e hoje vim dar a minha opinião sobre o curso de EAD, a diferença para o curso presencial, minha expectativa sobre gestão e a realidade de ser uma fatecana.

  • Sobre o EAD: De 0 a 10? Na minha opinião, 8. O curso EAD possuí conteúdos que realmente agregam e fazem olhar o mercado com outros olhos. É indicado para pessoas auto didatas, que gostam de pesquisar e ir atras do conhecimento. Em casos de duvidas, existem profissionais prontos a ajudar em cada polo da instituição. Para auxiliar na integração entre os membros e troca de conhecimentos, existem os fóruns online que podem ser muito enriquecedores – tudo depende da turma. Sobre as provas: achei mais fácil comparado a meu antigo curso, porém, exigem o dobro de atenção (possuem pegadinhas e questões de interpretação). E pra finalizar, a didática: o curso é apresentado através de apostilas e vídeos semanais onde cada disciplina possui seu material. Cada apostila tem em média 20 páginas e no final da leitura, sempre há atividades (algumas valendo notas e outras não) para aplicar o conteúdo apresentado. O curso também conta com atividades complementares que devem ser entregues no final de cada semestre: são 40 horas á serem levadas para instituição em documentos padrões (AACC). Resumindo: Muitas teorias, pesquisas e análises (perfeito para quem deseja se tornar um gestor, não acham?).
  • Principais diferenças entre EAD e o curso presencial:
  1. Pontos positivos EAD

          →Não exige presença: flexibilidade, essa é a palavra. Você é livre para montar seu horário de estudos, porém, fique atento as datas de entrega dos trabalhos;

         → Tire as dúvidas direto com o professor: diferente do curso presencial, para tirar dúvidas você agenda um horário na instituição e leva suas dúvidas aos orientadores – é incomparável a explicação de um professor para 40 alunos x um professor para um aluno;

→ Faça suas provas tranquilamente: o curso do EAD separa dias específicos para as matérias em semana de provas, normalmente são aplicadas duas provas no período noturno. O mais incrível é que não é preciso ficar horas esperando pra fazer a próxima prova: terminou uma, já pode fazer a outra. O horário também é flexível: no curso presencial quem chegar atrasado (após algum aluno ter saído da sala) perde a chance de fazer a prova, já no EAD não – existe um horário fixo (por exemplo: das 19 ás 23) onde todos os semestres ficam na mesma sala. Faça suas avaliações sem preocupações e caso perca alguma prova, você poderá repô-la no sábado.

Economia financeira: No curso online você só precisa se preocupar em ter acesso a internet e possuir um computador para estudar. Você economiza com xerox, passagem e lanches (o que no fim do mês da uma bela diferença!).

Disponibilidade de horário para trabalhar: No curso ADS os dois primeiros anos são ministrados no período da tarde, o que dificulta e muito conseguir um trabalho. Para quem estuda o EAD horário não é uma preocupação: programe seus dias e horários de estudo e fique a vontade para trabalhar onde quiser.

  1. Pontos negativos EAD: 

Sistema fora do ar: Como qualquer outro sistema, algumas vezes pode ocorrer de  ficar fora do ar. Para evitar qualquer problema é importante sempre baixar as apostilas disponíveis e jamais deixar a entrega dos trabalhos para última hora. OBS: nos casos que ocorreram instabilidades, a instituição ajudou os alunos prorrogando prazos de entrega de trabalhos e disponibilizando outras fontes com o conteúdo – não fomos prejudicados.

Dificuldade de comunicação: Diferente do curso presencial, no curso do EAD a comunicação é mais escassa. Não são todos professores que respondem as mensagens enviadas pelo AVA (sistema usado para estudo), alguns só respondem a e-mails ou na própria instituição (onde a comunicação é bem mais eficaz). Outro ponto, é que os e-mails dos orientadores não ficam disponíveis no sistema, o que iria facilitar e muito a interação entre alunos e professores.

  • Minha expectativa para gestão:  Sabe aquela dúvida cruel: sou de humanas ou de exatas? Eu carregava ela todos os dias no curso do ADS. Em gestão me sinto realmente feliz, gosto do que aprendo e tenho curiosidade a cada descoberta. Pretendo ir adiante e fazer pós no ramo administrativo. Enquanto a minha experiência em TI e cursos na área: serão sempre um ótimo alicerce, afinal, gestão também está ligada a tecnologia.
  • Como é ser um Fatecano: Ser um Fatecano é um privilégio. Costumo sempre dizer: a realidade da faculdade pública você conhece depois do vestibular. O difícil não é entrar: é se formar e não pegar DP’s. Apesar de pública, a Fatec não é impossível a ponto de você perder seu convívio social, porem, ela exige um período de estudo além daquele que você está na faculdade. Com o EAD não é diferente: para conseguir absorver o conteúdo necessário você deve dedicar boas horas para estudo e pesquisa. Em resumo: ser um fatecano é amar tecnologia, é ser curioso e muito auto didata. É ter interesse em passar finais de semana conhecendo novas áreas e buscando soluções para os problemas que a sociedade muitas vezes deixa passar. É ajudar um ao outro, em busca de um bem maior.

Estou amando a experiência e com toda certeza indico o curso para outras pessoas. Se você, assim como eu, sente prazer em buscar o conhecimento, junte-se a nós: venha para FATEC!
Beijos,

Juliana Torres

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe