Como saber se a pessoa sente o mesmo que a gente? Será que vale a pena esperar? Como demonstrar sentimento sem desvalorizar-se?

Quem já teve um amor não correspondido sabe o quanto é difícil e doloroso conviver com essas perguntas.  Você faz o possível para agradar e ser notado e a maioria das vezes, não da em nada. Sentir que uma simples atenção é capaz de transformar o dia, fazer o coração bater mais forte e reviver a pior dúvida: Será que gosta de mim?

Ouvir uma música e lembrar da pessoa, ir a todos os lugares e querer dividir tudo com aquele certo alguém, se sentir sozinho na multidão e fazer que qualquer simples gesto seja uma demonstração de afeto. Dormir chorando, sentir as mãos suando frio só de ouvir a voz dele, não conseguir controlar o sorriso quando sabe que está por perto…Parece que seu corpo mudou de dono e se te tocar: já era. Estar apaixonado é viver com raiva de não conseguir dizer não.

Esteja certo antes de amar alguém que seu amor próprio é inabalável. Tenha seus sonhos e viva seus dias como se não houvesse amanhã. Seja feliz o suficiente para transbordar, apenas assim terá o necessário para viver com mais alguém. Seja companheiro, amigo, tenha opinião. Dê motivos para alguém te querer tanto quanto você o quer: não precise de outro para ser completo.

A verdade é que recebemos o amor que acreditamos merecer. Ninguém vai dar valor a alguém que se arrasta para ter atenção. Por mais doloroso que seja, as vezes é preciso optar por si mesmo. Quando você deixar de esperar por atenção e passar a ser o centro das atenções, o “jogo” vai virar.

Todos somos capazes de amar, mas nem todo amor pertence a nós. Quando queremos alguém precisamos respeitar o fato daquela pessoa merecer ser feliz assim como nós, e algumas vezes isso significa seguir caminhos diferentes.

O amor que vale a pena lutar e esperar não vai exigir que você sofra. Espere por alguém que seja seu primeiro pensamento pela manhã e o último quando se deitar. Guarde seu coração para alguém que o entenda e não queira transformá-lo no que não é. Viva com alguém que te veja com brilho nos olhos e sinta orgulho de segurar suas mãos.

Se esse alguém ainda não chegou, se prepare para ele: viva sua vida intensamente. Tenha as melhores experiências, conheça tudo o que puder conhecer. Acredite, sua hora vai chegar e quando acontecer, que na matemática do amor você seja a soma e não o resto.

Juliana Torres

 

 

Compartilhe