Encontrar uma boa comédia nem sempre é uma tarefa fácil, por isso separei nesse post as melhores comédias românticas que já assisti. Com atores/atrizes de sucesso, confira abaixo os filmes que vão da emoção ao riso.

  • E se fosse verdade (2005): Imagine que você fosse transformada e todos que você conhece não pudessem mais te ver ou tocar, como se sua vida não fosse mais sua. O que você faria para recuperar e abraçar tudo outra vez? O filme tem como atores principais Reese Witherspoon e Mark Ruffalo, que arrancam gargalhadas inesperadas durante a história.
  • O melhor amigo da noiva (2008): Patrick Dempsey e Michelle Monaghan são melhores amigos e inseparáveis. Ela faz tudo por ele, enquanto ele vive inúmeras aventuras amorosas por ai. Até que um dia tudo muda e o galã vai precisar apostar todas as cartas para ter Michelle de volta. Será que ele consegue?
  • A verdade nua e crua (2009): Sem dúvidas, esse é o meu filme de comédia preferido. Gerard Butler e Katherine Heigl vivem realidade opostas. Ela é o tipo de mulher “certinha”, enquanto ele foge de relacionamentos. Juntos, vão ensinar um ao outro o melhor de cada lado. Da pra imaginar quem vence essa guerra?
  • Plano B (2010): Jennifer Lopez faz o papel de Zoe, uma mulher independente que decide ficar grávida e deixar de lado essa história de cara ideal. Até que um dia ela encontra Alex O’Loughlin que de maneira muito bem humorada, juntos vão compartilhar todas as experiências dessa gravidez.
  • A proposta (2009): E se sua carreira dependesse de casar com sua chefe? Sandra Bullock e Ryan Reynolds vão viver aventuras inesperadas naquela velha história de cão e gato.
  • Muito bem acompanhada (2004): Debra Messing precisa comparecer ao casamento de sua irmã caçula, porem, não deseja chegar só. Então, ela contrata Dermot Mulroney com a intenção de par perfeito, porem, eles acabam se conhecendo e se surpreendendo um com o outro.

Qual sua comédia favorita?

Beijos Coloridos,

Juliana Torres 

Compartilhe

Para os amantes de leitura e escrita, ter um cantinho especial, acolhedor, silencioso e inspirador é fundamental para conseguir embarcar no universo mágico dos livros. Mas isso vai muito além de uma simples decoração, os detalhes devem refletir a mais profunda intenção do leitor, gerar identificação e é claro, ter espaço suficiente para sua coleção literária.

Confira agora alguns cantinhos perfeitos para inspirar qualquer amante de bibliotecas:

 • Que leitor nunca sonhou com um cantinho especial em frente a janela?

• Diversas prateleiras, ambiente iluminado, clean com uma vista incrível. 💞

• Uma mini biblioteca em casa, com móveis aconchegantes que inspiram conforto e criatividade.

• Quando o assunto é iluminação, essa é uma perfeita inspiração.

• Cenário ideal para quem tem pouco espaço e ama discrição.

• Que tal transformar um simples corredor num cantinho dos sonhos?

• Transformando a varanda num lugar especial. 💟

• Inspiração para ambientes mais modernos.

• Se você ama DIY (artesanato) essa inspiração é ideal para você.

• Ideia para ambientes rústicos.

• Que tal uma biblioteca secreta?

Qual seu cantinho preferido?

Beijos Coloridos,

Juliana Torres 

Compartilhe

E se os contos de fadas não fossem apenas contos? Se cada história contada nos filmes e livros fossem retratos de outras vidas e mundos? E se eu te contasse que nós vivemos em um universo mágico e tudo nessa vida é questão de acreditar? Tudo precisa de um ponto de partida e o desse post será o conhecido “Era uma vez“.

Once upon a time, ou Era uma vez quando traduzido para o português, é uma série americana exibida pelo canal ABC, podendo ser assistida no Brasil pelo canal pago Sony ou pela Netflix. A série fala sobre contos e fantasias, trazendo os principais personagens da Disney e do universo das histórias infantis. O que é incrível é que apesar dos enredos serem baseados em contos, o alvo é o público adolescente, arrebatando a magia da infância e surpreendendo com as aventuras, suspenses e romances ao longo de cada temporada.
Hoje está sendo exibida a sexta temporada na televisão, já na Netflix encontra-se disponível os episódios até a quinta. Isso mostra o quanto os produtores se empenharam em fazer um excelente trabalho, sendo considerada em 2016 a melhor série de Sci-Fi e fantasia pelo prêmio Teen Choice Awards.

Uma das coisas que mais amo nos episódios é a maneira em que as tramas são desenvolvidas. Apesar de serem histórias diferentes, uma sempre se relaciona com a outra e o final de cada temporada é inesperado e surpreendente. Os contos são envolventes e os personagens geram identificação, fazendo com que os episódios não sejam apenas entretenimento mas uma espécie de coaching pessoal.

Entre vilões e heróis, no mundo  de Once upon a time eu descobrir que todos nós temos um pouco de cada lado, cabe a nós descobrirmos quem irá reinar. E falando em reinar, se você ama a vida das princesas e tudo da era medieval você vai se apaixonar. O seriado não arrasou apenas no enredo, mas também nos cenários, personagens e figurinos. Atores como Sebastian Stan (Bucky ou Soldado invernal em Vingadores), Jamie Dornan (mais conhecido como “Christian Grey”), Robert Carlyle (Durza em Eragon),  Josh Dallas (Fandral no filme Thor) entre outros estão presentes na série pra deixar qualquer fã aplaudindo as atuações.

Meus personagens preferidos são interpretados por Lana Parrilla e Colin O’Donoghue. Se você ainda não começou a assistir a série recomendo um belo balde de pipocas, pois ela é simplesmente viciante: é impossível ver um episódio só.
Qual o seu personagem de histórias favorito?

Beijos Coloridos,

Juliana Torres 

Compartilhe

Como dizia Fernando Pessoa “Ler é sonhar pela mão de outrem” e sem dúvida alguma o livro ‘Eu vi a rua envelhecer‘ nos traz esse sentimento: sonhar e viver através da escrita. O livro é uma coletânea de 50 textos produzidos por Felipe Sandrin que falam de temas diversos do cotidiano, proporcionando reflexão, encorajamento e expandindo nosso conhecimento e visão sobre a vida.

O livro é divido em três capítulos: textos de 2014, 2013 e 2012. No final de alguns textos você encontrará notas onde o autor detalha e aprofunda ainda mais algumas reflexões. Em sua maioria, ele é composto por pequenas histórias que geram emoção e identificação, fazendo com que embarquemos nas palavras e retornemos a diversas fases de nossas vidas. O autor trabalhou nos detalhes com tanta franqueza, que nos nos deixa com saudades de alguns momentos e dispostos a nos preparar para o que o futuro nos reserva.

Sobre o autor:
Felipe Sandrin: Escritor, palestrante, músico, compositor e ex-colunista do jornal Serranossa do Rio Grande do Sul. Atualmente lançou seu CD ‘Adeus Astronautas‘ que você pode conferir clicando aqui. Ele também posta diversos textos diariamente no seu Facebook onde você pode acompanha-lo seguindo seu perfil, veja aqui.
Minha música favorita do CD é a faixa 5: Sabe bem. Enquanto ao livro fica difícil selecionar um texto específico, mas posso destacar alguns por aqui: ‘Dois corações e a maquina do tempo’, um texto que me fez refletir e me encontrar em várias atitudes descritas pelo autor; ‘A virtude está no meio’, foi o texto que expressou exatamente o que eu precisava ouvir de um amigo, que por hora foi este livro; ‘ Por que a humanidade se detesta?’, uma das melhores reflexões que já li; ‘Alguém quer um guarda-roupa?’, para mim, um dos melhores textos do livro.

Se eu fosse definir a leitura desses textos em uma palavra eu diria Reencontro. O livro me fez lembrar de coisas sobre mim que o tempo havia levado, me fez questionar pensamentos, certezas e atitudes que me faziam andar em círculo, também me inspirou e incentivou a lutar pela minha essência e sonhos. Indico a leitura para todas as pessoas que desejam descobrir a melhor versão de si mesma.

Juliana Torres 

Compartilhe

No Post Melhores filmes para ver na TPM eu já havia indicado o filme Orgulho e preconceito, sendo sinceramente um dos melhores romances que já assisti. Porem, conheci outros cinco filmes no mesmo estilo, sendo algumas histórias da própria autora: Jane Austen. Confira agora cinco romances da Netflix que você precisa conhecer:

  1. Austland: Uma fã de Jane Austen resolve investir suas economias e férias em uma viagem na Inglaterra para conhecer um resort construído com base nos filmes da autora. Lá, ela iria viver as cenas do filme Orgulho e preconceito, conhecer os costumes da época e tradições. O que ela não esperava era que o conto de fadas que ela sonhava poderia ter uma enorme ligação com sua realidade. Palavras que definem o filme: Divertido e Emocionante.
  2. Amor e inocência: Já imaginou conhecer a verdadeira história da autora Jane Austen? Esse filme conta um romance entre os personagens Anne Hathaway e James McAvoy que retrata a paixão que tornou Jane a romancista mais incrível de todos os tempos. Palavras que definem o filme: Emocionante e perfeito.
  3. Palácio das ilusões: O filme se passa no ano de 1800 na Inglaterra, onde uma menina chamada Fanny vai morar na casa de um fazendeiro rico, onde é educada e criada. Fanny aprende a escrever romances e ganha a amizade de um dos filhos do fazendeiro. Amizade essa, que vai virar sua vida do avesso e ensiná-la a descobrir as desavenças do amor. Resumo do filme em palavras: Romântico e intrigante.
  4. Kate e Leopold: Filme baseado em um romance que ocorre devido a uma fusão entre os séculos XlX e XXI onde Kate, uma jovem energética e exigente conhece Leopold, interpretado por Hugh Jackman. Para ficarem juntos eles precisam desafiar as diferenças das épocas que viveram, o tempo e seus preconceitos. Consegue imaginar o que acontece? Palavras que definem o filme: Apaixonante e divertido.
  5. Emma: Baseado no Romance de Jane Austen, esse filme mostra como eram realizados os casamentos da época, como as moças se comportavam e a sociedade funcionava.  O filme possuí diversas cenas de humor e romances tendo uma reviravolta no final. Resumiria ele como empolgante e engraçado.

Qual a sua comédia romântica favorita?

Beijos coloridos,

Juliana Torres 

Compartilhe
Ir para o TOPO
Receba novidades por E-mail!
Unicórnio Fofinho